xícara - cup - taza - Кубак - vaso - coppa - kopp - الكأس - tasse - beker - fincan - גלעזל - κύπελλο - pehar - чаша - kupillinen - cawan - чашка - kop - koppie - kikombe - գավաթ - chávena - filxhan - kopa - কাপ - 컵 - kup - kuppi - カップ- cốc - inkomishi


terça-feira, 14 de abril de 2015

Blog da Mari Assmann

 
Este é o blog da Mari Assmann, de Esteio, RS (http://plicplac.blog.br).  Ela publica uma sessão intitulada "Xícara do dia", onde coloca xícaras e canecas fotografadas por ela. Vale uma visita!

Xícara brasileira


Xícara de café sem marca. Porcelana branca, com largas faixas em verde claro e flores em tons de cinza. Asa e frisos dourados.
Ela não parece as xícaras em que tomávamos café na casa da vovó quando éramos crianças? Eu a chamo de "roceirinha" (é verdade, cada uma das minhas xícaras está identificada em uma planilha com um nome que me vem à mente quando a vejo). Amo!

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Linda Kyser Smith

Linda Kyser Smith nasceu no Texas, EUA, em 1949. Ela desenvolveu uma extraordinária habilidade de entender e capturar, não somente a mística feminina em seus retratos, mas também a frescura das crianças. Suas pinturas estão hoje em coleções na França, Inglaterra, Austrália, México, Bali, Japão, Arábia Saudita, Canadá e Irlanda. Seu trabalho está também em coleções particulares de famosos como Sir Anthony Hopkins, Whoopee Goldberg e Carole Burnett.


segunda-feira, 6 de abril de 2015

Xícara isabelina

 
Xícara de café isabelina, sem marca. Porcelana amarelo esverdeada com ramo de flor cor-de-rosa e folhas verdes em relevo. Pequenos detalhes em dourado.

Xícara brasileira

 
Xícara de café, sem marca. Porcelana branca, pintada à mão. Pintura perolada e dourada bastante descascada, por ser bem antiga. Base e asa dourados e pintura representando paisagem carioca na xícara  e pires. Coleção Dina Faria.

Lenda da xícara quebrada

Existe uma lenda de que um guerreiro japonês, muito poderoso, que recebeu uma xícara de presente. Ele admirava essa xícara e ficava por horas admirando a beleza de cada detalhe A cada olhar nessa xícara ele relembrava as historias que ela viveu com ele. Um dia um servo dele deixou cair a xícara e ela quebrou em 5 pedaços. O mundo parou, todos os servos ficaram olhando para aquele que deixou cair a xícara e pensaram que o guerreiro japonês iria matar todos, já que o temperamento dele era muito agressivo, ele não aceitava perder, nem ter algo quebrado, porém nesse dia algo mudou.

Um convidado que viu a xícara sendo quebrada pegou os 5 pedaços e disse que iria restaurar a xícara e que ela não seria jogada fora, nem descartada, mas iria ficar mais bonita e com a essência de cada estória que o guerreiro japonês teve cada vez que tocava naquela xícara.

Passaram alguns meses e o convidado trouxe a xícara. Quando o guerreiro a viu ficou maravilhado porque ela ainda tinha toda a forma, todas as historias carregadas, todas as marcas da vida e estava nas suas mãos novamente, só que com um detalhe novo.

O visitante remendou todos os 5 pedaços com o que de mais importante existia naquela época. Ele remendou com ouro, os 5 pedaços foram ligados novamente com a liga mais valiosa existente. O guerreiro ficou maravilhado com a xícara porque ela não estava mais em pedaços, agora ela era uma xícara rica em detalhes, história e pequenas linhas de ouro segurando cada parte.

Autor desconhecido

Vai um cafezinho aí?

 Quanta imaginação!

Abril de 2015


Meio atrasadinho, mas aí vai o Calendário de abril.